Países do G8


Nesta página de tempos em tempos, apresentaremos as características gerais e específicas de cada país membro do G8.

Esta será a vez da Itália, esta pesquisa foi realizada pelos alunos:

Jelres, Fernanda, Bianca, Joel, Igor Silva. 7ªA

DADOS PRINCIPAIS:
Nome oficial: Republica Italiana
Nacionalidade: italiana
Data nacional: 25 de abril (Dia da Libertação).
Capital: Roma.
Cidades principais: Roma, Milão, Turim, Nápoles, Florença, Gênova e Palermo.

Idioma: italiano (oficial), dialetos italianos, alemão, rético, francês, grego, albanês, sardo.

Religião: cristianismo 83,2% (católicos), sem filiação e outras 16,8% (1980).

GEOGRAFIA:
Localização: sul da Europa.
Hora local:
+4h.
Área:
301 302 km2.
Clima:
mediterrâneo (S), temperado oceânico (N).
Área de floresta:
65 mil km2 (1995).

POPULAÇÃO:
Total: 57,3 milhões (2000), sendo italianos 97,7%, outros 2,3% (1996).
Densidade:
190,17 hab./km2.
População urbana:
67% (1998).
populaçcão rural:
33% (1998).
Crescimento demográfico:
0% ao ano (1995-2000).
Fecundidade:
1,2 filho por mulher (1995-2000).
Expectativa de vida M/F:
75/81 anos (1995-2000).
Mortalidade infantil:
7% (1995-2000).
Analfabetismo:
1,5% (2000).
IDH (0-1):
0,903 (1998).

POLÍTICA:
Forma de governo: República parlamentarista.
Divisão administrativa
: 20 regiões subdivididas em províncias.
Chefe de Estado
: presidente Carlo Azeglio Ciampi (desde 1999).
Principais partidos
: Coalizão Pólo pela Liberdade (Aliança Nacional-AN; Força Itália; entre outros), Liga Norte (LN), coalizão A Oliveira (Democratas de Esquerda-DS; Popular Italiano-PPI; União Democrática-UD; Renovação Italiana; entre outros), Refundação Comunista (RC).
Legislativo: bicameral – Senado, com 325 membros (315 eleitos por voto direto e 10 vitalícios); Câmara dos Deputados, com 630 membros eleitos por voto direto. Ambos com mandato de 5 anos.
Constituição em vigor
: 1948.

ECONOMIA: (Dados de 1998 – últimos disponíveis)
Moeda:
Euro.
PIB: US$ 1,2 trilhão.
PIB agropecuária:
3%.
PIB indústria:
31%.
PIB serviços:
66%.
Crescimento do PIB:
1,2% ao ano (1990-1998).
Renda per capita:
US$ 20 090 (1998).
Força de trabalho:
25 milhões (1998).
Agricultura:
Os principais produtos são a beterraba, uva, milho, tomate, trigo.
Pecuária:
bovinos, suínos, bovinos, aves.
Pesca:
565,3 mil t.
Mineração:
petróleo, sal rochoso, feldspato, linhito, pedra-pome.
Indústria:
máquinas, refino de petróleo, alimentícia, metalúrgica, química.
Exportações:
US$ 242,3 bilhões (1998).
Importações:
US$ 215,6 bilhões (1998).
Principais Parceiros comerciais:
Alemanha, Holanda (Países Baixos), Espanha, França, Reino Unido e EUA.

DEFESA:
Efetivo total: 298,4 mil de soldados (1998).
Gastos:
US$ 22,6 bilhões (1998).

EMPRESAS MULTINACIONAIS:

Agip

Alitalia

Banca Intesa

Benetton

Diadora

Fiat

Kappa

Lamborghini

Lotto

Magneti Marelli

Parmalat

Pirelli

Telecom Itália

UniCredit

Mapa Do País:

Mapa da itália

Coliseu na Itália

Canadá:

Desta vez colocaremos o Canadá, pesquisa feita pelas alunas da 7ªA:

Nomes: Mariana Pereira de Lima

Gabrielle Ivete de Souza

Amanda Fideles da Silva

Lorenza Martins de Souza

História :

Período pré-colombiano: Na América Central, especialmente na Guatemala, Belize, do S no México e o N da península de Yucatán ( já na América d Norte), floresceu uma das mais notáveis civilizações indígenas: a civilização maia, cujo adiantamento do campo das ciências e das artes, bem como no âmbito da organização política. Social e religiosa, é universalmente conhecido. A história doa quíchuas, que falavam um dialeto maia, foi preservada no Popol Vuh , obra escrita por uma nativo pouco depois da conquista espanhola, e a dos maias e chorotegas, que haviam na região localizada junto à fronteira entre Honduras e Guatemala, pode ser reconstituída a partir de documentos arqueológicos gravados em pedras. Além desse outros povos que tiveram civilizações avançadas na região foram os toltecas e os cackiquelos.

Conquista: O litoral atlântico começou a ser explorado após a Quarta viagem de Cristóvão Colombo (1502), que ele tomou posse em nome da coroa espanhola. Vasco Núñez de Balboa descobrio o Pacífico a 25 de Setembro de 1513. Gaspar de Espinosa, Juan de Castañeda, Fernando Ponce e Gil González Dávila prosseguiram no reconhecimento do litoral. A conquista da região foi, porém, empresa de Hernán Cortés, Pedro de Alvarado, Pedro Arías de Ávila (Pedrarías), Cristóvão de Olid, Francisco de Montejo, Álvaro de Cáceres , Fernando Sánchez de Badajoz, Francisco Fernández de Córdoba, Diego de Nicuesa e Juan Vázques de Coronado. Mas a vitoria final foi alcança da em 1526 por Alvarado, que aprisiono dois monarcas indígenas, tirando-lhes a resistência. A conquista espiritual, completando a façanha militar, foi obra do frei Bartolomeu de Las Casas e outros religiosos.

Colonização : Santiago de los Caballeros de Guatemala, fundado a 25 de julho de 1524 por Alvarado, foi o primeiro núcleo urbano da região, a cidade de San salvador é de 1525. Durante o período colonial, toda a América Central estava incluída na Capitania Geral da Guatemala, que por sua vez integrava o Vice-Reinado do México, denominado Nova Espanha. Em conseqüência a expansão colonial surgiram na região diversos núcleos demográficos (Honduras, León, Granada, San Gil de Buena Vista, Gracias a Dios, Panamá, Nova Valladolid, Cartago, Ciudad Real e Tegucigalpa). A rivalidade entre os conquistadores resultou em sangrentos conflitos, enquanto corsários e piratas intranqüilizavam constantemente a capitania. Os ingleses estabeleceram-se na costa atlântica, com feitorias, para a exploração de pau-campeche, constituindo a colônia de Belize, apesar de esforços feitos pelos espanhóis para recuperar a região.

A consciência autonomista começou a formar-se na Segunda metade do séc. XVIII, mas somente se concretizou politicamente na terceira década do séc. XIX, com a constituição da Federação Centro-Americana.

População:

A América do Norte, tem cerca de 7% porcento da população mundial, e é a região mais povoada do continente americano, mas apresenta densidade demográfica inferior à média mundial.

Composição étnica: Cerca de 44% da população do Canadá são de origem britânica, 305 de origem francesa, enquanto 10% classificam-se como descendentes de alemães, escandinavos e ucranianos; os nativos compreendem os índios e os esquimós, que representam um pouco mais de 1%. E já nos EUA a população apresenta o seguinte: 88,6% de brancos, 10,5% de negros e o restante de índios e outros. Quanto a população mexicana 30% são índios puros, 15% brancos e 55% mestiços. O numero de índios estimados no tempo de Colombo era em cerca de 1.000.000 na região ao N do México e cerca de 5.000.000 na área correspondente aos territórios do México e da América Central. Após a chegada dos europeus, esse números caíram acentuadamente, por causa das enfermidades e às guerra com colonizares . mas desde do séc. XX a população indígena tem crescido, e alguma tribos, como a dos navajos, eram mais numerosas em 1960 do que no tempo da descoberta. Do ponto de vista antropológico, os índios norte- americanos não possuem tipo físico uniforme, mas são basicamente mongolóides.

Línguas e religiões: Nos EUA e no Canadá, a maioria da população fala inglês e segue numerosas seitas protestantes, mas o francês é o idioma de cerca de 30% dos canadenses, que em regra filiam o catolicismo, nos EUA os católicos atingem cerca de 50.000.000 hab. No México quase toda a população fala língua espanhola e segue o catolicismo. Vários grupos nativos da região também falam o inglês, o francês e sua língua de origem.

Povoamento e imigração: Entre os séc. XVI e séc. XVII, foi povoada por europeus que fixaram em diferentes áreas. Tais povoadores como os franceses, ingleses e espanhóis encontraram na região habitadas por povos mongolóides., bastante diferenciados por sua civilização e modo de vida.

A necessidade de mão-de-obra agrícola fez com que, nas vizinhanças do golfo do México, fossem introduzidos numerosos negros, trazidos da África, como escravos. E no decorre do séc. XIX, milhões de imigrantes afluíram para o continente, contribuindo para o rápido povoamento das áreas centro-ocidentais. Sendo a maioria da Europa, passando a constituis substancial parcela da população dos EUA, embora também se tivessem fixado no Canadá. E região recebeu também imigrantes asiáticos, que sobretudo se localizaram na Califórnia.

Demografia:

Os habitantes acham-se distribuídos de maneira bastante irregular; áreas densamente povoadas contrastam cm outras rarefeitas, muitas vezes deserticas, podendo-se correlacionar essa disposição às condições de meio físico e à disponibilidade de recursos naturais.

No período colonial foram fundadas várias cidades ao longos da costa atlântica, onde surgiram Boston, Filadélfia, Nova York e outros centro urbanos. No intervalo das duas guerras mundiais, foi espantoso o surto de urbanização nos EUA, onde, já em 1930, a população citadina predominava sobre a rural.

A posição geográfica desempenhou importante papel como fator condicionante do aparecimento dos centro urbanos.

América do Norte

Parte norte do continente americano que compreende a Roland, Canadá, EUA e México. Ë limitada ao N pelo oceano Ártico, e W pelo oceano Pacífico e mar de Bering, a E pelo Atlântico e a SE pelo golfo do México e mar das Antilhas (Caribe). Ocupa uma área de 23.487.409km². A população estimada, para meados dos anos 80 cerca de 340 milhões de habitantes. Tem forma quase triangular, com a maior largura no EUA e Canadá.

Geografia:

Geologia e relevo: Seu relevo relativamente simples, com dois sistemas montanhosos disposto mais ou menos paralelamente às costas oriental e ocidental: os montes Apalaches ou Alegânis e as Cordilheiras Ocidentais. Do ponto de vista geológico e fisiográfico, divide-se em cinco áreas relativamente homogêneas : montes Apalaches ou Alegânis, Cordilheiras Ocidentais, Planície, Escudo Canadense e Planície Costeira.

Hidrografia: Acha-se em estreita relação com as regiões morfológicas. A Planície Central, é a que apresenta drenagem mais ampla, é para as vertentes do Atlântico e do Pacífico afluem rios mais curtos, em virtude da proximidade das montanhas em relação ao litoral. Os Grandes Lagos, na fronteira dos EUA com o Canadá, constituem um dos elementos característicos da hidrografia.

Clima: As características climáticas são bastante diversificadas. A conformação maciça da região exerce grande influência sobre a migração dos centros de altas e baixas pressões e o deslocamento deste, no inverno e no verão, condicionando diferentes regimes de vento.

Flora : A coberta florística é condicionada pelo clima e pela disposição do relevo. Na parte N da região estende-se a tundra ( musgos e liquens). A W do Grandes Lagos, a floresta desaparece dando lugar às estepes ou pradarias. Ao S do Canadá, às coníferas se associam a bétula, o álamo, a faia e o bordo. E na região da Grande Bacia, possui vegetação característica do deserto. No México, à medida que se avança para o litoral, passam a predominar as florestas.

Fauna: Sendo bastante variada também é condicionada pelo clima e outros fatores. São relativamente pouco numerosa as espécies existentes na região Ártica, onde se destacam o caribu, o boi almiscarado, o urso polar, a raposa ártica, além de lebres, mosquitos e diversa variedade de aves migratórias. Na faixa subártica, os carnívoros mais comum são os ursos pretos, o lince, a raposa e o lobo. Na floresta oriental e na planície costeira encontram-se veados, raposas, ratos almiscarados, esquilos, coelho, além de gaviões, insetos e répteis. Já a fauna do deserto é pobre, sendo os típicos as raposas, serpentes e lagartos. E a floresta tropical e habitada principalmente por macacos, esquilos, formigas, cobras e uma enorme variedade de aves.

Mapas :

mapa-canada-p

mapa-politico-do-canada

Aguardem manutenção…  Em breve novo país

21 pensamentos sobre “Países do G8

  1. Muiito boom esse trabalhoo,gosteei praa carambaa,tipo fiqueei um pouco maiis atualizadaa com a Italiia,boom praa carambaa..
    bjO*

  2. OI EU GOSTO MUITO DE GEOGRAFIA E EU GOSTO MUITO DO PROFESSOR JOSE RUBENS ELE É MUITO LEGAL O G-8 É MUITO INTERESANTE POR ISSO EU SEMPRE GOSTEI GEOGRAFIA DESTE DA 5ªSERIE

  3. Eu acho o projeto do G8 legal por que a gente tem mais informaçeo sobre os paises e eu gosto de mim forma sobre os paises eu acho legal por isso.

  4. dahora esses graficos eu não gosto
    muito de geografia sõ gosto dos mapas
    de paises ou ver lugares do mundo..

  5. Esqueci d comentar antis de quinta feira mas agora olhem nu relogio ja éahh 00:16 kk foi mal u atraso prof

    mais Puts mt bom essa aula o prof rubens passo u texto sobre paises do g8 e umas questoes que tirei P :] olha q ahh esqueci ae prof rubens td bem? ;]

  6. oii pessoal gostei muito de participar do trabalho do G8, aprendi bastante coisas legais e estarei participando quando estiver mais trabalhos legais.

  7. Achamos muiito legaal fazeer esse Trabalho do G8 porque ficamos maiis atualizadaas com os paiises do G8!!

  8. adorei participar do trabalho do G8 e estarei participando quando estiver mais trabalhos como esse.

  9. é que pena que nao deu para eu partissipar do trbalho do g8 por que eu tava doente

  10. achei muito legal o prgeto do G8 acho que pode fazer mais trabalhos como esses gostei muito bom.

  11. Para tirar a dulvida de alguns o projeto do G-8

    foi criado pelo professor Rubens de Geografia

    Não só eu mas como todos que foram ou são seus alunos gosta muito dele.

    Ae Professor Rubens Obrigado por nos encinar um pouco de Geografia.

    e digo o mesmo aos outros professores e suas respectivas matérias

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s